Egresso da UNIARP lidera equipe de engenharia na França | Uniarp - Uniarp

Egresso da UNIARP lidera equipe de engenharia na França

Publicação: junho, 16

Igor Woitexen, egresso do curso de Engenharia de Controle e Automação é líder de Engenharia de Desenvolvimento Alternador na Technocentre Renault

Igor iniciou no curso da UNIARP de Caçador em 2006

O egresso do curso de Engenharia de Controle e Automação da UNIARP, Igor Woitexen tem uma trajetória profissional que ultrapassa fronteiras. Ele é líder de Engenharia de Desenvolvimento Alternador na Technocentre Renault em Guyancourt na França. “Atualmente trabalho na sede de uma multinacional liderando equipes de desenvolvimento de produtos, convivendo diariamente com o gerenciamento destes sistemas, assim como profissionais das diversas áreas da engenharia, ambiente este que me mostra a grande oportunidade possível do curso de Engenharia de Controle e Automação”, relata.

Igor iniciou no curso da UNIARP de Caçador em 2006. Ele conta que a Engenharia sempre foi a sua escolha na época do Vestibular, porém a dúvida era em qual ramo atuar nesta profissão tão abrangente. “Então eu escolhi o curso de Engenharia de Controle e Automação Mecatrônica, no qual tive a oportunidade de estudar sistemas mecânicos, elétrica, eletrônica, eletrotécnica, assim como o gerenciamento destes recursos tão presentes na indústria e na nossa vida cotidiana”, explica. “No decorrer dos cinco anos de graduação a Universidade me abriu oportunidades de estágios na área, os quais deram início na minha carreira profissional na indústria”, completa.

O egresso destaca ainda que a proximidade com os professores, muitos do meio industrial da região e com grande conhecimento prático das atividades da área técnica, lhe proporcionou a facilidade no entendimento e aplicação das matérias de engenharia, as quais são muito importantes na sua atividade profissional atual.

“Como conselho aos novos acadêmicos eu deixo que é preciso estar aberto as oportunidades de estágio, intercâmbios e trabalhos propostos por programas da Universidade ou institutos independentes, pois o status estudante abre muitas portas para excelentes experiência no mercado de trabalho assim como pesquisas”, elenca.



VOLTAR