Mais conhecimentos na área de fertilidade do solo

Publicação: novembro, 9

Acadêmicos do curso de Agronomia da UNIARP, na disciplina de Fertilidade do Solo e Fertilizantes, ministrada pelo professor Dr. Leandro Hahn, realizaram a amostragem de solo tanto de forma convencional, como pela Agricultura de Precisão, realizada pela empresa Terranálises de Fraiburgo, com uso de quadriciclo acoplado com GPS. O trabalho foi realizado na propriedade do produtor Francisco e Fabrício Rech, localizada no interior de Caçador. Ao todo, seis áreas de produção foram amostradas. Todas as análises foram realizadas pela Terranálises.

No dia 30 de outubro, o proprietário da Terranálises, Fabiano Martinello e o engenheiro agrônomo Lauvir Telles de Mello fizeram a apresentação dos resultados das análises de solo aos acadêmicos da disciplina, especialmente da área onde foi realizada amostragem com precisão. Fabiano e Telles ainda palestraram e tiraram dúvidas dos acadêmicos, abordando aspectos relevantes da área de fertilidade do solo, como amostragem, interpretação de laudos, recomendação de adubação e uso e manejo de corretivos e fertilizantes.

A próxima etapa do trabalho será a interpretação dos laudos de análise de solo e a recomendação de adubação e de corretivos para inúmeros cultivos que serão desenvolvidos pelo produtor. “O curso de Agronomia é muito grato à Terranálises por permitir que os acadêmicos possam desenvolver atividades práticas em total consonância com a futura profissão”, agradece o professor Leandro.

A importância de conhecer a fertilidade do solo

Todo o planejamento da produção agrícola, seja para produção de pasto, grãos, reflorestamento, frutas ou hortaliças, exige que se conheça o solo onde as plantas serão cultivadas. Para isso, é necessário caracterizar a fertilidade do solo, ou seja, conhecer a disponibilidade dos nutrientes e demais atributos químicos do solo. A coleta de amostras e envio para laboratório é o procedimento inicial e imprescindível para atingir estes objetivos.

A amostragem pode ser realizada sob duas diferentes formas. A primeira delas, é denominada convencional e, neste caso, de áreas de até 10 ha, coleta-se uma amostra de solo para representar toda a fertilidade. Esta amostragem não consegue captar toda a variabilidade que existe na área.

Todo produtor sabe que uma lavoura possui manchas de fertilidade, que inclusive, refletem-se na produtividade dos cultivos. Para superar este problema, desenvolveu-se a amostragem de solo baseada nos preceitos da Agricultura de Precisão (AP).

A AP é uma prática agrícola na qual se utiliza tecnologia de informação baseada no princípio da variabilidade do solo e clima. A partir de dados específicos de áreas geograficamente referenciadas, implanta-se o processo de automação agrícola, dosando-se adubos e agrotóxicos. Trata-se de um sistema de manejo integrado de informações e tecnologias, fundamentado nos conceitos de que as variabilidades de espaço e tempo influenciam nos rendimentos dos cultivos.



VOLTAR