fbpx
Busca
Decreto
Bolsas UNIEDU
PROESDE
Seletivo Medicina
Psicopatologia
EAD UNIARP

Acadêmico da UNIARP participa de evento no Azerbaijão

Publicação: 26/02/2020

O acadêmico Cláudio Antônio Klaus Júnior, do curso de Direito da UNIARP participou da 10ª Escola de Inverno de Multiculturalismo em Baku, Azerbaijão. Junto de jovens de outras 25 nações, o acadêmico da UNIARP aprendeu sobre o modelo de Multiculturalismo daquele país com foco na legislação local.

Com a participação neste evento, Cláudio Klaus tornou-se membro do “Clube de Jovens Amigos do Azerbaijão”, uma organização pública, sem fins lucrativos, criada pela iniciativa de jovens amigos do Azerbaijão no exterior, que reúne pessoas de diferentes países do mundo. O objetivo do clube é reunir interessados no Azerbaijão, compartilhando conhecimentos e informações sobre o país.

Desde que a Embaixada do Azerbaijão foi estabelecida em Brasília em 2012, a influência do país tem sido um tópico de estudos mais frequentes para a diplomacia brasileira. Durante sua estadia no Azerbaijão, Cláudio pôde visitar a Embaixada do Brasil e conhecer o embaixador, Dr. Manuel A. C. Montenegro L. da Cruz.

Após o término deste evento, Cláudio embarca de Baku para Phoenix (Arizona-EUA) para participar de mais um evento internacional: Conferência Anual 2020 em Direito e Ética, promovida pela sociedade de direito J. Reuben Clark (JRCLS). Para saber mais, acesse: http://www.jrcls.org/

Azerbaijão tem um forte multiculturalismo

O Azerbaijão tem um forte multiculturalismo, pois o país é marcado pela diversidade e pela coexistência de religiões e nacionalidades diferentes e é referência para um modelo global de convivência pacífica. Os azerbaijanos acreditam que o multiculturalismo é o único meio de desenvolvimento para a humanidade no futuro, pois na era da globalização, a necessidade de integração mundial é um imenso diferencial para qualquer nação.

Assim, o evento em Baku foi marcado por várias atividades de conhecimento sobre a cultura e costumes locais, que começaram com palestras de professores locais, líderes governamentais e dignitários e culminaram com diversos passeios para perceber na prática o que foi apresentado durante as palestras.

Muito além dos pontos turísticos, os participantes do evento tiveram a oportunidade de visitar as igrejas, sinagogas e mesquitas.

O nome “Azerbaijão” é proveniente do antigo nome persa Aturpatakan e pode ser traduzido como “um lugar onde o fogo sagrado é preservado”. Dessa explicação, portanto, nasce a ideia de equilibrar a religiosidade em uma perspectiva multicultural.

A cultura do Azerbaijão absorveu as melhores tradições do Oriente e do Ocidente. O imenso impacto no desenvolvimento cultural do Azerbaijão é consequência das influências persa e turca. Estas influências moldaram o estado moderno daquele país e isso é particularmente evidente na literatura e na música. Atualmente, o Azerbaijão é considerado o primeiro país muçulmano democrático no mundo.

Uma curiosidade: O Azerbaijão, foi palco da vitória do atleta caçadorense Luiz Henrique Caetano, conhecido como “Gafanhoto”, no Campeonato Mundial de Capoeira de 2018.

 

 

 

Compartilhe !



VOLTAR

Quero Estudar