fbpx
Busca
Decreto
Cartilha

Curso de medicina da UNIARP promove III Ciclo de Estudos e primeiro Simpósio Internacional

Publicação: 07/06/2021

Os acadêmicos do quarto período do curso de Medicina da UNIARP, Turmas Delta e Tau, promoveram entre os dias 24 a 27 de maio de 2021 o III Ciclo de Estudos em Medicina: Os Cânceres Mais Prevalentes Na Atualidade e o I Simpósio Internacional de Doenças Crônicas Não Transmissíveis, sob a supervisão e orientação das professoras de IESC Bruna Caramori e Achaiane dos Anjos, e das professoras Ariana Centa e Claudriana Locatelli.

O evento busca o desenvolvimento de competências como organização, comunicação, manejo de conflitos, auto responsabilidade, responsabilidade coletiva e ética utilizando da metodologia ativa de Aprendizado Baseado em Projetos, onde os acadêmicos buscam responder através de ações, questionamentos levantados por âncoras ou disparadores, explica o Prof. Hiago Bellaver, coordenador adjunto do curso de Medicina da UNIARP. Ademais, o evento reuniu cerca de 400 pessoas de todo o Brasil, conferiu certificado de horas complementares aos participantes e de organização de evento aos acadêmicos das turmas Delta e Tau. Tais certificados são importantes para complementação do currículo acadêmico no que concerne as horas complementares referentes a graduação de Medicina, além da organização de evento científico poder contar como pontos em provas de residência médica, explicam as professoras Bruna e Achaiane.

A pandemia causada pelo novo coronavírus reinventou a maneira de nos encontramos para troca de conhecimento científico, por exemplo, com a suspensão de eventos presenciais os eventos online são requeridos e isso facilita muito a intercambialidade de conhecimento, e assim em parceria com o  Instituto Universitário de Biologia Molecular e Celular de ​câncer (IBMCC), na Universidade de Salamanca, ​na Espanha, com o apoio da coordenação do curso de Medicina e empenho dos acadêmicos organizamos o I Simpósio Internacional de Doenças Crônicas Não Transmissíveis, que contou com a participação do Dr. Atanasio Pandiella Alonso, um dos maiores nomes em pesquisa do câncer da atualidade, conta a Prof. Claudriana Locatelli.

Eventos como este enriquecem o ambiente universitário, enaltecem a ciência e trazem à população informação de qualidade e de confiança, finaliza a Prof. Ariana Centa.

Abaixo a sinopse de cada dia do evento:

Noite 1 – 24/05: Introdução à Oncologia.

Dr. Atanasio Pandiella: Precision therapy in cancer.

  • Atanasio Pandiella apresentou como tema a precisão da terapia do câncer, relacionando tipos de tratamento para o câncer e como eles agem no organismo, além de taxas de sucesso delas. Explanou também o surgimento do câncer.

Dra. Shaline Ferla: Experiências de um serviço de alta complexidade em oncologia.

  • Shaline Ferla, como segunda palestrante da primeira noite, apresentou como funciona principalmente a parte da oncologia direcionada no serviço dela. Relatou a experiência dela nessa prática, como é a rotina do paciente e dos médicos envolvidos. Citando também o atendimento no SUS para o paciente oncológico.

Dra. Luciane Regina Cavalli: Marcadores moleculares no câncer: Aplicações na clínica.

  • Luciane Regina Cavalli conduziu o simpósio com os marcadores genéticos do câncer e aplicações na clínica. Explanou os marcadores do câncer de mama BRCA-1 e BRCA-2, CA-125 sendo marcador de resposta ao tratamento e de C.A de ovário. Além do PSA que alterado no câncer de próstata pode se dar alterado nas mulheres em caso lesões benignas e câncer de mama. Assim, a Dra seguiu com alguns marcadores específicos e quais as principais doenças acometidas, além do porquê avaliar marcadores genéticos, que eles servem para diagnosticar, estadiar o tumor, estimular prognóstico e até determinar o tipo do tratamento.

 

Noite 2 – 25/05: Câncer de Pulmão e Câncer de Mama.

Dr. Adrián Sánchez Fernández: Implicaciones patofisiológicas, clínicas y terapéuticas de la via de señalizacion mek5/erk5 em câncer de pulmón.

  • Adrián iniciou com a introdução acerca da via de sinalização abordada e a relacionou ao câncer de pulmão; no decorrer da palestra, foi apresentando seus estudos ligados ao tema e abordagem, assim como as pesquisas futuras.

Dr. Heli Souza: Câncer de pulmão: Atualizações sobre prevenções, diagnósticos e tratamento.

  • Em sua palestra, o doutor Heli primeiramente discorreu um pouco sobre os tratamentos mais comuns do câncer de pulmão. Sua palestra seguiu baseada nesses tratamentos e quais as atualizações disponíveis no dia de hoje para que os procedimentos sejam menos invasivos e danosos a saúde das células saudáveis do paciente. Também mostrou alguns exames de imagens e suas respectivas melhorias. Ao final respondeu alguns questionamentos a respeito da nanotecnologia no tratamento do câncer de pulmão e quais dos tratamentos mostrados na palestra estão disponíveis no SUS.

Dr. Rodrigo Bernardi: Uma visão geral sobre o Câncer de Mama.

  • Rodrigo discorreu um pouco sobre os princípios gerais do câncer de mama (epidemiologia, fatores de risco, e a fisiopatologia em si). Sua palestra contou com diversos relatos de casos de pacientes que já atendeu bem como os tratamentos que ele utilizou para o tratamento de cada uma. Ao final respondeu alguns questionamentos, desde a relação da prótese mamária em mulheres com câncer de mama até sítios metastático da doença.

 

Noite 3 – 26/05: Câncer Colorretal e Câncer de Próstata.

Dra. Lúcia de Oliveira: Abordagem sobre o câncer colorretal.

  • A médica abordou sobre o câncer colorretal, dentro do tema epidemiologia, tipos de tratamentos, sinais e sintomas, as formas de diagnóstico e tratamento. Além da forma de prevenção que também foi abordada.

Dr. Tomaz Selau de Souza: Relato de experiência e um olhar sobre o câncer de próstata.

  • O Tomaz iniciou sua palestra com um relato de experiência pessoal sobre o câncer de próstata. Contou como surgiu os primeiros achados nos exames, o tratamento, também contou sobre o histórico do câncer na família. Além disso, abordou a parte fisiológica do CA de Próstata e descreveu sobre alguns exames como o PSA, e a importância de os homens cuidarem de sua saúde e fazer o exame todo ano.

 

Noite 4 – 27/05: Principais tratamentos para o câncer e cuidados paliativos.

Dr. Vagner Marcolin Trautwein: Principais tratamentos para o câncer e como são realizados.

  • A palestra iniciou com a apresentação do médico e logo em seguida a contextualização do câncer. Historicamente foi apontado os primórdios dos estudos sobre os cânceres e seus tratamentos. Ainda, foram apresentados dados e índices sobre os tratamentos mais utilizados. Trautwein explicou os mecanismos da quimioterapia, radioterapia, imunoterapia, anticorpos monoclonais e cirurgias. Falou que todo tratamento dependerá do prognóstico do paciente e de qual se adaptará melhor, de acordo com cada quadro. Para finalizar, contou sua experiência como paciente oncológico e as dificuldades de enfrentar um tratamento para o câncer e seus efeitos colaterais. Motivado, o Doutor relatou como enfrentou a doença, a importância de se ter esperança, tanto como médico, quanto paciente, e do apoio familiar. Emocionou todos com sua positividade, otimismo e humanidade ao falar sobre as relações médico-paciente. Encerrando a palestra, respondeu perguntas a respeito da recidiva, que traz a necessidade de buscar outro método terapêutico e da cirurgia paliativa, realizada com o mínimo de invasão possível para trazer um conforto maior ao paciente em seus cuidados paliativos.

 

Dra. Lidiane Cristina Nitsche e Psicóloga Vanessa Beck: Cuidados Paliativos.

  • No segundo momento Lidiane Cristina Nitsche, nos apresentou uma visão incrível sobre os Cuidados Paliativos: “Cuidados Paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar, que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares, diante de uma doença que ameace a vida, por meio da prevenção e alívio do sofrimento, por meio de identificação precoce, avaliação impecável e tratamento de dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais, também tratou sobre a abordagem dos cuidados paliativos, que são: Fornecer alívio para dor e outros sintomas estressantes como astenia, anorexia, dispneia e outras emergências oncológicas; Reafirmar vida e a morte como processos naturais; Integrar os aspectos psicológicos, sociais e espirituais ao aspecto clínico de cuidado do paciente; Não apressar ou adiar a morte; Oferecer um sistema de apoio para ajudar a família a lidar com a doença do paciente, em seu próprio ambiente; Oferecer um sistema de suporte para ajudar os pacientes a viverem o mais ativamente possível até sua morte; Usar uma abordagem interdisciplinar para acessar necessidades clínicas e psicossociais dos pacientes e suas famílias, incluindo aconselhamento e suporte ao luto. Além disso, foi apresentado a epidemiologia dos idosos e como está crescente essa taxa de aumento de expectativa de vida e como trataremos isso no futuro, mostrou também que o cuidado paliativo é vida, e que deveria ser nomeado como cuidado de proteção, que é o modo que é oferecido esse tipo de tratamento e não apenas que não se tem mais o que fazer. Ademais, vimos o estadiamento que consiste em 4 etapas, sendo as dependências a principal característica para integrar cada grupo desse. A Dr. Lidiane transmitiu a mensagem de que é preciso ter cautela, respeito, humanidade e acima de tudo levar em conta todos os desejos e sonhos dos nossos pacientes.

A Psicóloga Vanessa Beck, que trabalha junto com a Dr. Lidiane em alguns casos e especificamente ajudou a doutora em seu tratamento. Vanessa fez uma síntese de tudo o que foi abordado durante a noite e mostrou o que é o câncer e os cuidados paliativos na prática, como isso impacta a vida dos doentes e dos familiares e como é importante eles estarem unidos nesses momentos, o apoio e importância da equipe multidisciplinar. Assim, ela terminou relatando um caso e sua experiência com ele.

Compartilhe !



VOLTAR

Quero Estudar