fbpx
Busca
//Psicologia

Depoimentos

Depoimentos de alunos e ex-alunos


Idiane Detoni Tomazini
“Formei-me em 2012 no curso de Psicologia pela Uniarp e logo busquei dar continuidade através de especializações na área de Gestão de Pessoas e RH, estas também oferecidas pela mesma instituição. O curso de Psicologia da Uniarp promove a formação de profissionais considerando o que o mundo do trabalho, hoje, busca como perfil essencial e desejável, além de implicar na mudança de percepção individual. Essa promoção é possível através do corpo docente que conjuga a teoria com as próprias experiências práticas vivenciadas, o que faz a diferença. Estou muito realizada, cursar Psicologia foi uma escolha pessoal e profissional assertiva, pois o curso, com certeza, é uma das áreas que mais se destaca pelo amplo campo de atuação, considerando as inúmeras frentes de trabalho onde o psicólogo pode atuar. O curso foi essencial para a minha carreira profissional, atualmente trabalho na área da psicologia e prezo muito as interações profissionais com os colegas que se formaram juntos e com os próprios professores do curso, que são referências de atuação em nossa cidade e que hoje são colegas de profissão”.

Júnior Corrêa de Mello
“Perdi a visão aos 15 anos de idade, hoje aos 21 depois de muitas lutas e superações cheguei a faculdade. Entre tantas opções de cursos oferecidas, optei por Psicologia por inúmeros motivos pessoais profissionais. Dentre esses motivos pessoais, posso citar as minhas próprias relações e conflitos com a sociedade, e falta de integração das pessoas com deficiência. Nas profissionais, por gostar de me expressar em público pela abertura ao campo de palestras.
E m relação ao curso posso dizer que existe uma grande preocupação por parte da coordenadoria em integrar e solucionar os problemas relativos a deficiência dentro da sala de aula. A UNIARP oferece um trabalho de apoio com professores especializados e materiais adaptados conforme necessidades. Com o passar do tempo e avançar do curso novos problemas e dificuldades vem sendo apresentadas e enfrentadas por mim, a faculdade, os professores e em algumas vezes pelos outros alunos. No e entanto a instituição se mostra disposta a colaborar e contribuir para que o processo aconteça de maneira natural e sempre visando o aprendizado e profissionalização que são os principais objetivos do curso”.

Márcia Regina Cardoso
“Sou graduada no curso de Pedagogia, turma de 1986, da então FEARPE. E, especialização Pós Graduação “latu Sensu” em Psicopedagogia. Cursar Psicologia foi a realização de um sonho, pois para este curso foi meu primeiro vestibular em 1982, quando a oferta era muito limitada. Durante a graduação, a certeza da opção não era em vão, houve uma verdadeira satisfação. Muitos foram os desafios, com expectativas superadas, outras nem tanto. Mas fica o agradecimento à instituição e aos professores que muito ofereceram e alertaram que esta era a base, mas, que o aprofundamento e aperfeiçoamento a cada um caberia de acordo com o interesse. Estou muito feliz por estar concluindo mais esta etapa de aprimoramento pessoal, bem como, profissional, e muito aprendi. Este aprendizado fará parte da minha vida a partir de julho, quando encerrar mais este ciclo. E, fica o legado ao qual muito aprecio: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”.

Everti Willian da Cruz e Evandro Gabriel da Cruz
“Iremos falar sem demagogia e sem hipocrisia, ingressamos na universidade em 2012, no início não sabíamos o que esperar deste novo desafio que era a graduação. A entrada na instituição e no curso de Psicologia se deu por conta de nossa história de vida e por experiências as quais passamos. Everti passou por um tratamento oncológico o qual nos levou a uma realidade totalmente contrária ao qual éramos acostumados a conviver, daí então nos deparamos com a necessidade de um olhar holístico ao ser humano o qual a psicologia pode nos dar. Realmente foi um novo desafio, mas que está decorrendo de forma tranquila, pois estamos cercados de professores que são ótimos profissionais e muito prestativos para com os alunos e de diretores e colaboradores que nos auxiliam em todas as necessidades emergentes. Escolhemos a Uniarp e temos a certeza que não poderíamos ter feito uma escolha melhor para os fins de nossos propósitos. Auxílio em todos os âmbitos, bons profissionais, e qualidade de ensino são algumas qualidades da universidade as quais nos levam a ter orgulho de dizer “somos UNIARP”.

Andrey Lucas Schwartz
“Caros amigos, acabo de descobrir um enorme saudosismo em mim e de como esse exercício nos possibilita sentir uma sensação de bem estar e pertencimento. Lembro-me com exatidão a minha primeira aula de graduação em Psicologia – UNIARP, daquele entusiasmo e otimismo contagiante da professora que dizia-nos estarmos dando o primeiro passo de uma caminhada que duraria a vida inteira. Naquele momento não consegui perceber a dimensão e o significado dessa locução, porém não tardou para que fizesse sentido. A professora referia-se a Psicologia como uma ciência com firmamentos éticos que está em constante transformação e aprimoramento. Contudo, aquelas palavras não se restringiam apenas aos limites da Psicologia enquanto ciência ou profissão, elas permearam sobretudo no aspecto pessoal de quem as ouviu, pois essa caminhada é preponderante ao amadurecimento, desenvolvimento e construção de um ser que deverá prestar suprimento psicológico a alguém que dele necessite. E não me resta dúvida do quão importante foi para mim, enquanto sujeito com limitações, poder evoluir pessoalmente no que tange aspectos como responsabilidade, senso crítico, maturidade e autoconhecimento. Os conhecimentos ministrados pelos ótimos professores desta instituição me proporcionaram muita segurança para me colocar no front do mercado de trabalho, pois estou munido de embasamento teórico e também prático. Acredito que além de me tornar um profissional com qualificação, a graduação ampliou meus horizontes fazendo com que eu sempre continue estudando e busque evoluir independente das dificuldades que possam surgir pessoal ou profissionalmente. Hoje estou morando na Irlanda com a intenção de aprender uma nova língua, entrar em contato com pessoas e culturas diferentes e de buscar oportunidades na área psicológica, isso implica em todas as adversidades que um intercambio proporciona, porém estou convicto que será um passo importante para minha vida pessoal bem como para minha carreira dentro da Psicologia e docência da qual tenho como objetivo no retorno ao Brasil”.


VOLTAR

Quero Estudar